Os melhores momentos | Golden Globes

janeiro 10, 2017


Acompanho os Golden Globes desde 2015, e sem dúvida alguma, esta cerimónia foi a melhor de todas. O número de abertura foi fantástico (podem ver aqui), Jimmy Fallon's conseguiu reunir nomes como Nicole Kidman, Amy Adams, Sarah Paulson, John Travolta, Evan Rachel Wood, Rami Malek, Kit Harington, Ryan Reynolds, Tina Fey ou Justin Timberlake, entre outros. Com referências aos filmes e séries nomeados, como Stranger Things (Barb is alive! #thebest) e com direito a rap dos miúdos (sensacional), Game of Thrones (John Snow ressuscitando haha), Westworld, Mr. Robot e claro ao filme La La Land.

O monologo de Jimmy Fallon's foi bom, com farpas a Trump, uma hilariante interpretação de Chris Rock e as habituais piadas aos nomeados, mas faltou inovação e ousadia. O percalço do teleponto, foi o momento alto de Jimm Fallon's, que conseguiu improvisar e gerar um momento divertido (a Mariah Carey agradece o apoio hihi). Pena que o apresentador apareceu pouco ao longo da gala, sendo um mero anfitrião a dada altura, o talento de Jimmy foi desperdiçado.


No Cinema, La La Land arrebatou todos os prémios aos quais estava nomeado, tornado-se o filme com mais Globos de Ouro da história, totalizando sete (Melhor Filme - Comédia ou Musical, Melhor Actor e Actriz - Comédia ou Musical, Melhor Realizador, Melhor Argumento, Melhor Banda-Sonora e Melhor Canção Original). Confesso que não era o meu favorito, ainda não vi, mas o trailer não convenceu-me, mas com as críticas positivas e os prémios ganhos, estou com muita curiosidade e muita expectativa em vê-lo. É tão bom ver reconhecido o talento de duas grandes actrizes, falo de Viola Davis (Fences) e  Isabelle Huppert (Elle), vencedoras nas categorias de Melhor Actriz Secundária e Melhor Actriz - Drama (respectivamente).


Na Televisão, The Crown (Melhor Série - Drama), The People vs O. J. Simpson: American Crime Story (Melhor Telefilme ou Minissérie) e Atlanta (Melhor Série - Comédia), foram as vencedoras da noite. The Night Manager, arrebatou os três globos aos quais estava nomeada, a minissérie da AMC consagrou-se a grande vencedora da cerimónia (e com mérito). Claire Foy (The Crown) e a grande Sarah Paulson (The People vs OJ People) merecidamente ganharam como Melhor Actriz em Drama e Minissérie (respectivamente), e como podem ver nos posts anteriores acertei nas vencedoras (aqui e aqui). 



A pluralidade e diversidade de raças e etnias dos nomeados e vencedores foi um dos pontos altos da gala, contrariamente aos Oscars (a polémica de 2016 ainda paira no ar, #oscarsowhite), os Globos souberam aproveitar o momento histórico-politico dos EUA e dar uma chapada de luva branca numa sociedade hipócrita e racista, como a americana. Reconhecendo séries de nicho e minorias, como Atlanta, Black-ish ou Transparent. Ficando patente esse sentimento no discurso da actriz Tracee Ellis Ross, no agradecimento pelo globo de Melhor Actriz de Comédia pela série Black-ish (podem ver, aqui).

Alguns dos momentos mais divertidos da noite deveram-se aos convidados para entrega dos globos, como a dupla Amy Shumer e a altamente baralhada Goldie Hawn (#shame) ou dificuldade linguística de Sofía Vergara. Mas ninguém superou os hilariantes Steve Carell e Kristen Wiig, os fãs já pedem para que sejam os apresentadores da gala em 2018 e eu assino por baixo (podem ver, aqui).


Mas o destaque da noite vai para a maravilhosa Merly Streep que foi distinguida com o globo Cecil B. DeMille pela sua extraordinária carreira cinematográfica. Também estava nomeada para Melhor Actriz de Comédia ou Musical, pelo filme Florence Foster Jenkins, mais uma incrível interpretação de Streep. Podemos nomear grandes personagens da actriz como Margaret Thatcher (The Iron Lady), Julia Child (Julie & Julia), Sister Aloysius Beauvier (Doubt), Miranda Priestly (The Devil Wears Prada) ou Karen (Out of Africa), que consagraram-na como a melhor actriz da actualidade, mas não existem palavras para definir o talento desta enorme mulher e actriz. O seu discurso de agradecimento foi o grande momento da noite, um manifesto de revolta, indignação, protesto e acima de tudo inteligente. A maneira de conduzir o seu pensamento foi sublime, começando por interligar as nacionalidades dos nomeados presentes e as suas vidas com a política racista e xenófoba actual. Finalizando com uma frase de esperança de Carrie Fisher, homenageando a colega, recém falecida. Foi lindo ver o carinho e humildade de Viola Davis ao falar sobre a colega na entrega do prémio e depois o seu sorriso e alegria, ao ver a consagração de Merly Streep.

-

Por fim, a parte funny da cerimónia, por toda a Internet e Redes Sociais circulam os memes com as situações mais engraçadas e por vezes, embaraçosas dos Globos (podem ver alguns, aqui). Destaco o abraço mútuo entre Emma Stone e a esposa do director Damien Chazelle ou beijo entre Ryan Reynolds e Andrew Garfield (para quem gosta de Banda Desenho foi épico, #cool),

O que acharam da cerimónia dos Golden Globes 2017? Concordam os vencedores? Quais os momentos mais marcantes?

Paulo Faria

You Might Also Like

6 comentários

  1. Só tive a oportunidade de ver os globos ontem, mas todos estes pontos que mencionaste foram sem duvida os mais altos da cerimónia. ADOREI a abertura! E também achei uma graça os dois últimos pontos que disseste porque quando estive a ver os globos, nem tinha reparado nesse abraço da Emma nem do beijo entre os outros dois atores, só descobri quando apareceram montes de noticias sobre isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vi em directo e também não prestei atenção nos pormenores, mas nada escapa às redes sociais (e ainda bem)...obrigado pela visita :)

      Eliminar
  2. Olá Paulo,
    Obrigado pela visita, eu sou fã do Idris Elba!

    Não tive oportunidade de ver os Golden Globes, apenas ouvi falar sobre a dificuldade linguística da Sofia Vergara, eheh :D
    Parece-me muito bem a distinção a Meryl Streep, grande actriz!

    Fico a seguir o blogue (adorei o nome), ou não gostasse eu de filmes, séries e afins :)

    Boa Sexta-feira!
    http://demantanosofa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carla,
      Recomendo a série Luther ou o filme Beasts of No Nation do Idris Elba.

      Obrigado pela visita :) boa sexta!

      Eliminar
  3. Olá, obrigada pelo comentário já sigo o blog.
    Não vi a cerimonia tenho imensa curiosidade sobre o filme La la land apenas vi o video da Meryl confesso que o discurso dela foi bom e bastante cuidado
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Magda e obrigado pela visita :) Logo que possa vou tentar ver o filme La La Land e publicar a review aqui no blog.

      Eliminar