Séries que não consegui abandonar!

março 28, 2017


Todos nós temos uma série que não conseguimos deixar de ver, mesmo que o roteiro piore de temporada para temporada ou nem sentido faça mais. Depois de tantas reviravoltas o foco principal de muitas séries, já esgotou-se e encontra-se num limbo tenebroso, à espera que algum roteirista maluco, faça-o renascer das cinzas. Poderia enumerar muitas séries nesta situação, mas existem 5 que não consigo abandonar, algumas delas em morte cerebral, mas para um fã é difícil desertar. 

Once Upon a Time | ABC



Era uma vez uma série inspirada nos velhinhos contos de fadas, histórias que nos encantam desde o berço, com príncipes e princesas, bruxas e vilões. Once Upon a Time (trailer da 1ª temporada, aqui) da ABC, estreou em 2011 e logo tornou-se um sucesso mundial, combinando a magia com a realidade, de forma inovadora. Uma história cativante, entre duas realidades paralelas, com uma primeira temporada brilhante e quase imaculada, com interpretações marcantes como a de Lana Parrilla (Evil Queen/Regina Mills) ou de Robert Carlyle (Rumpelstiltskin/Mr.Gold). Mas na terceira temporada a bela maça começou a apodrecer, com o universo do Peter Pan e a Terra do Nunca, desde aí a série entrou numa fase descendente. Apesar do aparecimento de boas personagens como o Hook (Colin O'Donoghue), a Cora (Barbara Hershey) ou a Zelena (Rebecca Mader), a série entrou em looping, um festival de cambalhotas no roteiro com flashbacks que já não convencem, nem o universo Frozen conseguiu guiá-la aos bons tempos. E para piorar a situação, a inserção de universos opostos aos contos de fadas, como a mitologia grega, a lenda do Rei Artur ou as histórias de Júlio Verne, revelou-se um absurdo.  

Supernatural | The CW



Tenho um carinho especial por Supernatural (trailer da 1ª temporada, aqui) da The CW, porque foi a primeira série que acompanhei fielmente desde o início, ou seja, há 12 anos que sigo a saga dos irmãos Winchester. Jensen Ackles (Dean) e Jared Padalecki (Sam) dão vida aos protagonistas desde 2005, dois caçadores de demónios, fantasmas, monstros e todos os elementos sobrenaturais que habitam num mundo oculto. Inspirada nas lendas urbanas de terror, com 5 temporadas perfeitas, mas infelizmente a série continuou até hoje e sem previsão de acabar, tanto a produção como o canal sedentos de audiências, não souberam o tempo certo de acaba-la. Apesar da vida longa e do seu relativo sucesso actual, a série nunca mais entrou nos eixos, esporadicamente com alguns episódios muito bons e até inovadores, mas sem o brilho de antigamente, o foco perdeu-se completamente e tornou-se repetitiva e cansativa.

The Vampire Diaries | The CW



The Vampire Diaries (trailer da 1ª temporada, aqui) da The CW, surgiu em 2009 como uma alternativa para os anti-Twilight (como eu), apesar das semelhanças na história do trio principal e do universo teen, aqui temos vampiros de verdade e não pseudo-vampiros com aparência débil e que brilham na luz do dia. Como fã do universo vampiresco, apaixonei-me logo do início pela história de Elena (Nina Dobrev) e seus dois amores, as primeiras temporadas eram arrebatadoras com episódios frenéticos e ágeis. Apesar de alguns personagens chatos como o Stefan (Paul Wesley) ou a bruxa Bonnie (Kat Graham), as ironias e o sarcasmo do Damon (Ian Somerhalder) compensavam tudo, outra grande personagem era a Caroline (Candice King). Mas tudo o que é bom acaba depressa, a série enveredou por caminhos turvos ao longo das 8 temporadas, com mortes e ressurreições a mais, o roteiro virou uma salgalhada, eram personagens desaparecendo e aparecendo do nada. Confesso que ao final 5º temporada não consegui acompanhar mais e desisti, mas com o final da série, estou tentado a ver as temporadas perdidas, só com a esperança que a saga tenha um final digno.

The Walking Dead | AMC



De todas as séries mencionadas neste post, The Walking dead (trailer da 1º temporada, aqui) da AMC, tem a melhor temporada inicial, não há dúvidas em relação a isso, mas de todas foi a que mais decepcionei-me. Até à quarta temporada, a saga zombie foi genial, as duas primeiras temporadas marcaram para sempre a história da televisão mundial, não só pelos recordes de audiência e sim pela qualidade visual e do roteiro. Sei que muitos fãs não irão concordar comigo e estão no seu direito, mas na minha opinião a série de ano para ano, vem perdendo qualidade e não é mais a série que parou o mundo. A mudança de perfil de alguns personagens, a repetição das mesmas situações e o marasmo de alguns episódios, estão claramente desgastando a série. Pode ser que a série tenha melhorado com a oitava temporada, mas não posso opinar porque ainda não assisti. 

Lost | ABC



Lost (trailer da 1ª temporada, aqui) da ABC, estreou em 2004 e mudou para sempre a televisão americana, com uma aposta inovadora em flashbacks, flashforwards ou flash-sideways. Não limitou-se apenas em mostrar a vida dos 48 sobreviventes da queda de um avião numa ilha misteriosa, abordando o passado de cada personagem, humanizando cada intérprete, criando laços afectivos com o espectador. Com episódios empolgantes num guião repleto de surpresas e enigmas, que cativavam a audiência e a crítica, a série tornou-se um sucesso. Muito antes de Game of Thrones e The Walking Dead virarem febre mundial, Lost era a série sensação entre 2004 e 2010. Mas perdeu-se nas últimas temporadas, já não tinha o mesmo impacto e a história entrou num efeito boomerang, enveredando por atalhos sem sentido. Até hoje não conformo-me com o final da série, desde o primeiro episódio criei tanta expectativa e elaborei tantas teorias à volta das muitas incógnitas do roteiro,  para no fim levar com um balde de água fria.


Quais as séries que não conseguem abandonar? 

Paulo Faria


You Might Also Like

0 comentários