Televisão | Séries Portuguesas

junho 10, 2017


Séries portuguesas? Existem séries portuguesas? Muitos irão fazer estas perguntas ao ler o título deste post, a minha resposta será afirmativa. A ficção nacional não é feita apenas de novelas, são a maioria e não nego, mas existem bons exemplos de boas séries faladas na língua de Camões. A RTP tem feito um bom caminho na aposta nas séries na sua programação desde 2016, podemos duvidar da qualidade e dos formatos, mas ao menos o canal está tentando criar um indústria de séries em Portugal, ao contrário dos canais privados que apostam somente em novelas ou séries teen. Mas o público também tem de dar uma oportunidade às séries, por isso, hoje no Dia de Portugal sugiro-vos 6 séries portuguesas de qualidade. 


RTP | Terapia



Terapia é uma série de 2016, produzida pela RTP e SP Televisão, adaptada da série israelita Be Tipul. Com realização de João Carlos Santos e Patrícia Sequeira, conta com uma temporada completa de 45 episódios, protagonizada pelo veterano Virgílio Castelo (Bairro). Um drama sobre a vida de um psicólogo e as secções com os pacientes ao longo da semana, em cada episódio o espectador assiste à secção de um dos pacientes, um diálogo contínuo entre o terapeuta e o paciente. Leonor Silveira, Soraia Chaves (Barcelona Cidade Neutral), Nuno Lopes (Odisseia), Catarina Rebelo, Maria João Pinho (Mistérios de Lisboa), Filipe Duarte (Equador) e Ana Zanatti (Liberdade 21) são alguns dos nomes do elenco. Já conhecia a versão americana In Treatment (HBO) e a brasileira Sessão Terapia (GNT), ambas muito boas e de extrema qualidade, mas a nossa versão é simplesmente uma das melhores séries nacionais de sempre, em grande parte por causa das excelentes interpretações do elenco.

RTP | Ministério do Tempo 



Ministério do Tempo (trailer, aqui) é uma adaptação do sucesso espanhol da TVE, El Ministerio del Tiempo (review da 1ª temporada, aqui), com produção de Bruno Cerveira para a RTP. Gira em torno de um ministério oculto do governo português, que tem como missão preservar a História de Portugal, através das portas do tempo. Tem como protagonistas a Mariana Monteiro (Mulheres de Abril), o João Craveiro (Liberdade 21) e o Sisley Dias (República), no elenco ainda constam nomes como António Capelo, Luís Vicente, Andreia Dinis, Carla Andrino, Filomena Cautela ou João Vicente. Sou fã da versão original, a nossa adaptação apesar de mais fraca e menos original, tem boas interpretações e em alguns episódios conseguiu fugir ao óbvio, contrariando o copy paste dos episódios iniciais. Em breve escreverei uma review sobre a série e aí darei uma opinião mais detalhada desta produção.


RTP | Os Filhos do Rock



Os Filhos do Rock (trailer, aqui) é uma das grandes produções nacionais, com produção de Leonel Vieira (Filha da Lei) e direcção de Pedro Varela. Uma drama musical embalado pelos clássicos do rock português, contando a história de uma geração que cresceu ao som do rock nacional nos loucos anos 80. Com um elenco de luxo, com grandes nomes como Cristóvão Campos (O Segredo), Ivo Canelas (Filha da Lei), Isabel Abreu (Pai à Força), Albano Jerónimo (O Dez), Anabela Moreira (Filha da Lei), Dalila Carmo (Equador), entre outros. Quem critica a qualidade das séries portuguesas, com certeza nunca viu esta série ou simplesmente ignora a boa ficção portuguesa, para além da óptima imagem, da qualidade técnica, do talento do elenco, temos a melhor banda sonora de sempre, só tem grandes músicas nesta série.

RTP | Conta-me Como Foi



Conta-me Como Foi (trailer, aqui) é mais uma adaptação de uma série espanhola, a Cuéntame Cómo Pasó da La 1, com produção da SP Televisão e direcção de Fernando Ávila (Crime na Pensão Estrelinha). Durante 5 temporadas acompanhamos as aventuras e os dramas dos Lopes, uma típica família portuguesa dos anos 60, acompanhando paralelamente a evolução social, cultural e história do país e do mundo. A série abordou o início da televisão em Portugal e sua importância, bem como o fascismo e a censura, apostando em temas fortes como o aborto, a homossexualidade, o racismo, a prostituição e a desigualdade social, quebrando alguns tabus. Rita Blanco (Médico de Família), Miguel Guilherme (Sim Chef), Catarina Avelar (Aqui Tão Longe) ou Fernando Pires (Maternidade) são alguns nomes do elenco. 

SIC | A Vida Privada de Salazar




A Vida Privada de Salazar (trailer, aqui) é uma minissérie da SIC, produzida pela VC Filmes com duração de 2 episódios, baseada na vida privada do ditador português, António Oliveira Salazar. Apresentado um lado desconhecido do chefe do Fascismo em Portugal, uma lado romântico, sedutor e apaixonado de uma das figuras mais controversas da História nacional. O internacional Diogo Morgado (The Bible) encarna na perfeição o austero Salazar, no elenco constam nomes como Soraia Chaves, Cláudia Vieira, Benedita Pereira (Ele é Ela), Leonor Seixas (Pedro e Inês), Virgílio Castelo (Terapia), Ana Padrão (Ballet Rose-Vidas Proibidas) ou Catarina Wallenstein (Nome de Código: Sintra).

TVI | Equador



Equador (trailer, aqui) é a melhor produção da TVI e talvez a melhor série de época portuguesa, uma adaptação do livro Equador de Miguel Sousa Tavares, com guião de Rui Vilhena (37) e direcção de André Cerqueira. Esta produção da Plural com 30 episódios, narra-nos a história de Luís Bernardo que é nomeado por Rei D. Carlos para o cargo de Governador Geral de São Tomé e Príncipe na época colonial. Filipe Duarte (Terapia) , Maria João Bastos (Bairro), Marco D'Almeida (O Processo dos Távoras), Alexandra Lencastre (Riscos), Dalila Carmo (Filhos do Rock), Eunice Muñoz (A Banqueira do Povo), Joana Solnado (Liberdade, Liberdade), José Wallenstein (Major Alvega), Lídia Franco (Casino Royal) ou Nicolau Breyner (João Semana) são alguns dos nomes deste elenco.


Gostam de ficção portuguesa? Qual a vossa preferida?

Paulo Faria

You Might Also Like

4 comentários

  1. Agora que penso nisso... Não acompanho nenhuma série portuguesa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu neste momento só acompanho o Ministério do Tempo :) Obrigado pela visita, Carolina :)

      Eliminar
  2. Por acaso cada vez tenho menos tempo para ver televisão, mas gostei de ficar a conhecer algumas séries portuguesas por esta publicação. A Vida Privada de Salazar já vi há algum tempo e achei muito interessante e Conta-me Como Foi não perdi um episódio, achei a esta família e a sua história o máximo e para uma rapariga da minha idade foi muito giro perceber como eram as coisas no tempo dos meus avós! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também vejo muito menos televisão, as séries da RTP consigo acompanhar pelo RTP Play. Obrigado pela visita, Daniela :)

      Eliminar